Europa Itália

Itália em 7 dias | Roteiro de viagem

Conhecer a Itália é o sonho de muitas pessoas e os motivos são infinitos. Sua comida, história e cultura atraem turistas do mundo inteiro. Pensando nisso, preparamos um roteiro de viagem pela Itália em 7 dias.

É possível conhecer a Itália em 7 dias?

Eu diria que é o tempo mínimo para entender e viver um pouco da cultura de um país como a Itália. Como disse no início do post, a Itália tem uma riqueza cultural enorme. Uma infinidade de coisas para se descobrir ao longo de uma vida.

Ao todo passei 21 dias na Itália, viajando de norte a sul, e ainda sinto falta de ter visitado muitos lugares.

Embora a Itália seja um país pequeno se comparado ao Brasil, se considerarmos o tempo gasto com deslocamento entre as cidades, aeroportos e filas, o tempo para conhecer o país diminui ainda mais.

Mapa da Itália

Apenas a título de curiosidade, cabem cerca de 28 Itálias dentro do Brasil!

Para quem está em uma Eurotrip e vai visitar muitos países, uma semana pode ser muito tempo na Itália. Neste caso, eu considero Roma como o lugar ideal se você tiver apenas 1 ou 2 dias para o país.

Quais cidades visitar em 7 dias na Itália?

Neste roteiro eu incluí as cidades de Veneza, Florença e Roma. São cidades que apresentam uma diversidade cultural interessante, ótima comida e em geral são as preferidas de quem visita a Itália pela primeira vez.

Roteiro de viagem pela Itália em 7 dias, passando por Veneza, Florença e Roma.

Roteiro de viagem pela Itália em 7 dias, passando por Veneza, Florença e Roma.

Abrir mapa no Google Maps.

Um ponto importante que foi considerado neste roteiro pela Itália em 7 dias, é sobre o deslocamento entre cidades. Como uma semana não é um período muito grande, preferi optar por cidades que não tivessem uma distância muito grande entre si.

Da forma que nosso roteiro foi estruturado, você levará entre 1:30 e 2:00 para ir de uma cidade a outra usando o trem, que é a forma mais eficiente para se deslocar entre as cidades italianas.

Veneza – 2 dias

Com uma arquitetura sem igual, Veneza é uma cidade única em muitos aspectos. Atravessar suas pontes e cruzar as vielas é uma experiência diferente de tudo. Dois dias em Veneza podem ser vividos intensamente, conhecendo cada um dos seus cantos, praças e descobrindo sempre algo encantador.

Eu fiquei apenas um dia, mas teria ficado mais tempo se não fosse comprometer o restante do meu roteiro. Se você não puder ficar dois dias por aqui, em um dia conseguirá conhecer bastante coisa.

Uma dica que faz muita diferença em Veneza é ficar hospedado na própria ilha. Algumas pessoas ficam hospedadas na parte continental de Veneza (estação de Mestre), para economizar na hospedagem.

O tempo e o valor gasto com o deslocamento entre a parte continental e a ilha, podem não valer muito a pena.

Veja mais: Um dia em Veneza

Hospedagem: Veja uma lista de opções de hotéis em Veneza.

Atrações recomendadas: Piazza San Marco, Basilica di San Marco, Campanile di San Marco, Palazzo Ducale, Ponte Rialto, Ponte dei Suspiri, Basilica Santa Maria della Salute e Gallerie dell’Accademia.

Florença – 2 dias

Capital do Renascimento e da Toscana, Florença requer uma atenção especial. A cidade é cercada por museus, igrejas e galerias de arte. Em uma de suas igrejas estão os túmulos de ninguém menos que Galileu Galilei, Michelangelo, Maquiavel e Dante Alighieri.

Dois dias é um período pequeno, mas se forem bem organizados, será possível conhecer um pouco desta cidade que me encantou e me trás ótimas lembranças até hoje.

Com um pouco de disposição, é possível utilizar a manhã do segundo dia para visitar Pisa. De trem, cada trajeto leva pouco mais que 1h de duração.

Para conhecer sobre outras cidades da Toscana e como ela pode ser explorada de carro, veja nosso post sobre a viagem que fizemos por Monteriggioni, San Gimignano e Volterra.

Hospedagem: Veja uma lista de opções de hotéis em Florença.

Atrações recomendadas: Ponte Vecchio, Galeria dell’Accademia, Galeria Uffizi, Palazzo Vecchio, Bargello, Basilica di Santa Croce, Palazzo Pitti, Jardins de Boboli, Mercato Centrale e Piazzale Michelangelo.

Roma – 3 dias

Capital da Itália, berço da civilização ocidental e repleta de história, Roma é um grande museu ao ar livre. Fundada em 753 a.C., exerceu fortes influências no desenvolvimento da humanidade e na construção da Civilização Ocidental.

Cada passo dado em Roma é uma nova descoberta. Alguns guias de viagem dizem que 30 dias é o tempo necessário para conhecê-la por por completa.

Em Roma você pode conhecer os principais pontos turístico, como o Coliseu, Fórum Romano, Panteão e outros pontos listados mais abaixo.

Um dia de viagem pode ser reservado para visitar o Vaticano. Sede da Igreja Católica e residência oficial do Papa, em um dia você consegue visitar a Basílica de São Pedro e os Museus do Vaticano, incluindo a Capela Sistina.

Hospedagem: Veja uma lista de opções de hotéis em Roma.

Atrações recomendadas: Coliseu, Fórum Romano, Arco de Constantino, Mercado e Fórum Trajano, Monumento a Vittorio Emanuele II,  Panteão, Fontana di Trevi, Piazza Navona, Circo Máximo, Praça e Basilica de São Pedro, Museus do Vaticano, Castelo Sant’Angelo, Rio Tibre e Ilha Tibertina.

Qual o melhor aeroporto para chegar na Itália?

Considerando que nosso roteiro começa por Veneza, a primeira ideia que vem a cabeça é o aeroporto de Milão, que fica a 4 horas de trem de Veneza. Para este trajeto, os bilhetes de trem custam em média € 40.

Pensando em economia de tempo e até mesmo de dinheiro, na hora de comprar a passagem, consulte também o valor para o aeroporto de Veneza. De carro ele fica a apenas 20 minutos da ilha. Você ganha tempo e o valor pode compensar.

Se preferir começar a viagem por Roma, pode comprar a passagem para o próprio aeroporto de Roma.


Veja mais: Todos os posts sobre a Itália.

Curta nossa página no Facebook para acompanhar os nossos posts e ficar por dentro de mais dicas de viagem.

Tem mais algumas dicas de roteiros pela Itália em 7 dias? Deixe suas dicas nos comentários aqui em baixo e compartilhe com a gente!

Você também vai gostar

2 Comentários

  • Reply
    Cleber
    12 de novembro de 2015 at 08:47

    Então Diego, dicas muito legais, estou desembarcando em Milão dia 13/jan e pretendo explorar um pouco do que a itália tem pra oferecer, não vou com o propósito de mochilar mas estou percebendo que vai ser praticamente irresistível, haha, parabéns pelo blog!

    Criei um blog pra registar o meu trajeto, vou usar seu roteiro pra me guiar, o principal ponto positivo é que não tenho pressa, então posso vasculhar bem!

    nonvisa.blogspot.com

    Abçs

    • Reply
      Diego Faria
      2 de dezembro de 2015 at 23:24

      Olá Cleber!
      Muito bom saber que o post já está ajudando no seu planejamento. A Itália é um lugar irresistível e querer conhecer tudo é inevitável.
      Brevemente terei um post com sugestões para quem pretende ficar mais dias.

    Envie um comentário